10/02/2020 10:45 am

Aluna cega da Rede Estadual é aprovada para o curso de Jornalismo na Ufma

A estudante

A estudante, Juliana Fernandes Silva

A estudante cega, Juliana Fernandes Silva, do Centro de Ensino Henrique de La Roque, escola da Rede Pública Estadual, no município de João Lisboa, Unidade Regional de Educação de Imperatriz (UREI), conquistou uma vaga no curso de Comunicação Social – Jornalismo, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Campus de Imperatriz, através do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

A aprovação da estudante no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está sendo comemorada por toda a comunidade escolar. Juliana está entre aqueles estudantes dedicados que focaram nos estudos e não perderam oportunidades oferecidas pela rede, como as ações do Programa Mais Ideb, que desenvolveu ao longo do ano atividades como Aulões, Terceirão Não Tira Férias, Simuladão Partiu Enem, entre outras, que foram oferecidas também aos alunos da Educação Especial.

“Foi uma felicidade imensa ter sido aprovada para Jornalismo, na Ufma. Espero me identificar cada vez mais com o curso porque sempre foi o meu sonho. Quero me profissionalizar e ingressar na carreira de jornalista. Graças a todos os meus professores e ao Programa Mais Ideb, do Governo do Maranhão, consegui me desenvolver bastante e obter esse resultado no Enem”, conta Juliana Fernandes.

A estudante esteve no Centro de Ensino Henrique de La Roque, para receber o Certificado de Conclusão do Ensino Médio e demais documentos para efetuar sua matrícula o 1º Período, na Ufma/Campus Imperatriz, e foi recebida com muito carinho pela direção da escola, a professora Juscilene Galvão Mendes.

“É com imensa satisfação que contemplo a aprovação da aluna Juliana no Enem, com a conquista de vaga para o curso que era o sonho dela. Apesar de todas as dificuldades que enfrenta como estudante cega, nada impediu que ela conseguisse vencer os obstáculos”, destaca a gestora escolar.

Ao longo desses três anos do Ensino Médio, Juliana foi acompanhada pelas professoras do Atendimento Educacional Especializado (AEE) Gilmara Lopes, Ana Cristina Epaminondas e Lucinalva Nogueira. “Sempre foram atendidas todas as suas necessidades enquanto aluna cega, a escola foi adaptada e sempre estivemos atentos para fazer o melhor, não negar os seus direitos e garantir sua inclusão. Então nos sentimos muito orgulhosos com este resultado da aprovação de nossa estudante Juliana”, explica a gestora Juscilene.

“A aprovação da aluna Juliana Fernandes Silva é motivo de muita felicidade e orgulho para nós. Resultados como esse só fortalecem, ainda mais, o trabalho que está sendo realizado, na URE de Imperatriz, para garantir a inclusão dos estudantes, o acesso à aprendizagem de qualidade no ambiente escolar e, consequentemente, o ingresso no ensino superior”, destaca a gestora Regional de Educação de Imperatriz, Profª Drª Orleane Evangelista de Santana.

Educação Inclusiva no Maranhão

Em 2015 o Governo do Estado, através da Supervisão de Educação Especial (SUEESP), realizou concurso com 230 vagas para profissionais da Educação Especial e, ao longo dos anos, vem formando professores para o AEE e demais profissionais da escola com ênfase na educação inclusiva.

Várias outras ações também se destacam, como os programas Escola Acessível e Livro Acessível, elaboração de Caderno de Orientações Curriculares, Salas de Recursos Multifuncionais (SRM), AEE, realização de cursos como LIBRAS, Braille e Soroban, entre outras formações continuadas para professores.

10/02/2020

Texto: Aparecida Marconcini Prestes

Fotos/Divulgação

Contatos

contatos

Fones:
(98) 3235-4674

E-mail:

gabinete@educacao.ma.gov.br
ascom@educacao.ma.gov.br

Ouvidoria
(98) 3218-2357/3212-1636
ouvidoria@educacao.ma.gov.br

Localização

localização

Click to open larger map

Rua dos Pinheiros n°15, Qda n° 16, Jardim São Francisco. CEP 65075-250. São Luís, Maranhão