24/03/2020 5:57 pm

Comunidades escolares de todo o estado se mobilizam para continuar os estudos durante a quarentena

Comunidades escolares de todo o estado se mobilizam para continuar os estudos durante a quarentena

Comunidades escolares de todo o estado se mobilizam para continuar os estudos durante a quarentena

Quarentena quer dizer um conjunto de medidas que consiste em manter um isolamento para o controle de epidemias, e nesse período o conhecimento não pode ficar parado. Pensando nisso, gestores, professores e estudantes de todo o estado estão se mobilizando em grupos e diversas plataformas on-line, para que todos possam manter os estudos em dia.

Em São Luís, o gestor adjunto do Centro Educa Mais, João Francisco Lisboa (Cejol), Fábio Giovanni, explica que desde a determinação do Governo do Maranhão para a suspensão das aulas, de forma presencial, como forma de conter a disseminação do novo coronavírus no estado, toda a comunidade docente tem se mobilizado para estar sempre encaminhando atividades para estudantes não perderem o foco nos estudos.

“Logo de início, os professores, por meio dos PCAs [Professores Coordenadores de Área], começaram a reunir tarefas como: listas de exercícios, tópicos para revisão, entre outros; e em seguida organizaram grupo de líderes, por Whatsapp, para divulgação das atividades e acompanhamento”, disse Fábio.

O gestor reforça que as dificuldades ocasionadas pelo período de quarentena têm sido vencidas graças ao empenho e compromisso de toda a comunidade escolar, que tem se envolvido ativamente na apresentação e implementação de soluções para resolução dessa intempérie.

Comunidades escolares de todo o estado se mobilizam para continuar os estudos durante a quarentena

Comunidades escolares de todo o estado se mobilizam para continuar os estudos durante a quarentena

“Os líderes e jovens protagonistas foram os primeiros a se interessar. Agora a intenção é alcançar e envolver o maior número de estudantes para mantê-los focados nos estudos”, completou. Fábio Giovani falou ainda das outras ferramentas digitais que têm sido usadas com os estudantes do Cejol, como a criação de contas de email direcionadas a cada sala de aula, em que os arquivos das aulas são disponibilizados. E ainda, vídeo-aulas com conteúdo para incentivar o estudo nesse período, que os professores têm organizado e disponibilizado nas redes sociais do Centro Educa Mais.

As vídeo-aulas também foram a alternativa encontrada pelos professores do Centro Educa Mais Domingos Vieira Filho, localizado no bairro do Maiobão, em Paço do Lumiar, para levar aos estudantes, novas formas de aprendizado do currículo escolar.

“O momento é de cautela e, por isso, estamos oferecendo essas vídeo-aulas. Mas espero que dê tudo certo e todos nós possamos tirar bastante proveito e haja muita aprendizagem dos nossos alunos”, disse o professor de Matemática, Jackson Damaceno.

A mobilização nas comunidades escolares dos IEMAs – Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, também não é diferente. O professor de História da Unidade Plena do IEMA de Pindaré-Mirim, Miguel Coelho, criou um grupo em um aplicativo de troca de mensagens para orientar os estudantes e motivá-los pelo desafio.

“A nossa rotina do IEMA nos envolve tanto que mesmo no período da quarentena os alunos aceitam os desafios e propõem soluções para o estudo nesse período. Eles se sentem desafiados, e assim ficam mais estimulados para o estudo. Nossa iniciativa é que o protagonismo seja fortalecido e os conteúdos reforçados”, destacou o professor, explicando que no momento está trabalhando conteúdos como: Mesopotâmia e expansões marítimas.

“A ideia de buscar novos recursos para ajudar os alunos para continuar estudando as disciplinas do currículo parte de uma atitude que estamos adotando. Trabalhamos no período da quarentena, principalmente a problematização onde proponho um desafio, eles aceitam e produzem o próprio conhecimento usando ferramentas como WhatsApp, lives, Skype, todas as plataformas possíveis”, explicou ele.

Para a estudante do Curso Técnico em Serviços Jurídicos, Talita Barros, é fundamental continuar com a rotina de estudos em casa.

“Para nós é muito importante manter esse contato com os professores, pois nos mantém ocupados e estudando os conteúdos. Quando a quarentena acabar e voltarmos à rotina da escola, estaremos por dentro dos conteúdos. Essas aulas estão ajudando bastante. Além das aulas on-line, os professores têm indicado leituras, vídeos e feito atividades para fixar o nosso aprendizado”, contou a estudante.

Já na Unidade Plena de Timon estão sendo desenvolvidas formações aos professores através da plataforma ‘Google Clasroom’. Com a formação, os professores estarão aptos a desenvolver aulas, postar materiais, exercícios e atividades avaliativas. A plataforma é de fácil acesso e pode ser consultada através do celular ou computador.

Outras ferramentas têm sido utilizadas como forma de fixar os conteúdos escolares como, por exemplo, os mapas mentais, alternativa encontrada por estudantes da Unidade Bacelar Portela. Com o auxílio dos diagramas sistematizados os estudantes estão aprofundando conteúdos de Biologia.

Em Axixá, os estudantes da 3ª série do Ensino Médio estão aproveitando a quarentena para revisar os conhecimentos para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), atividade que tem contado com a participação ativa de toda a comunidade escolar por meio de grupos on-line.

Fonte: Seduc
Texto: Cintia Sá e Letícia Pinheiro
Foto: Divulgação
24/03/2020

Contatos

contatos

Fones:
(98) 3235-4674

E-mail:

gabinete@educacao.ma.gov.br
ascom@educacao.ma.gov.br

Ouvidoria
08002800166 / (98) 3235-4924 / 3268-3254
www.ouvidorias.ma.gov.br

Localização

localização

Click to open larger map

Rua dos Pinheiros n°15, Qda n° 16, Jardim São Francisco. CEP 65075-250. São Luís, Maranhão