12/06/2018 3:30 pm

Governo promove formação voltada para a Educação Prisional

Profa. Ana Meires fala da evolução na implementação das políticas educacionais voltadas para os encarcerados

Profa. Ana Meires fala da evolução na implementação das políticas educacionais voltadas para os encarcerados

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio da Supervisão de Educação de Jovens e Adultos (Supeja), promove, durante toda a semana, a Formação das Equipes envolvidas com a Educação em Unidades Prisionais do Estado. Participam do encontro, realizado em um hotel de São Luís, 50 pedagogos de sete municípios onde é desenvolvida a EJA Prisional no Maranhão.

De acordo com a coordenadora da Educação Prisional da Seduc, Ana Helena Sousa Carmo, a formação tem como objetivo instrumentalizar os docentes da rede pública estadual de ensino, dando-lhes mais informações sobre como funciona o sistema prisional e como é a relação de educação no âmbito das unidades do Estado.

“A Educação de Jovens e Adultos já é muito específica, mas além disso existe a especificidade maior que é a educação prisional. Então essa é a finalidade dessa formação, informar os detalhes e peculiaridades aos professores que atuarão nessa oferta de ensino”, disse a coordenadora.

Durante toda a semana será apresentado: histórico sobre o sistema prisional e os programas educacionais desenvolvidos dentro das unidades, tais como: Rumo Certo, Biblioteca Interativa, Remissão pela Leitura, entre outros. Além das ações voltadas para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e o Encceja (Exame para Certificação de Competências de Jovens e Adultos).

Para a professora Ana Meires Pereira de Sousa, coordenadora da EJA de Imperatriz, que está na Rede Estadual de Ensino há 24 anos, e há sete atua no Sistema Prisional, há uma evolução significativa na implementação das políticas educacionais voltadas para os encarcerados.

Profa. Layla de Mesquita ministra a formação

“O sistema melhorou muito nos últimos três anos com os investimentos que têm sido feitos na formação de professores, na contratação de professores, na melhoria do ambiente dentro do Sistema Prisional, no que diz respeito à estrutura das salas de aula, climatização, biblioteca na sala de aula. Em Imperatriz, por exemplo, nós atendemos alunos de três unidades prisionais e duas unidades da Funac (Fundação da Criança e do Adolescente), e tudo está funcionando, dentro do possível, muito bem”, destacou.

A formação é ministrada pela especialista em Penitenciária e em Pedagogia, Layla Thais Furtado de Mesquita. “Os profissionais vêm com o pensamento de ressocializar os encarcerados e transformar o sistema prisional. E a gente vai mostrar como isso pode acontecer, que é através das leis, através dos programas educacionais, das atividades que são desenvolvidas nessas unidades prisionais”, ressaltou.

Os educadores também irão receber informações sobre ética, o comprometimento e participação em relação ao Encceja e Enem, a evolução do Sistema Prisional na área educacional, a relação professor e aluno e postura comportamental.

“O pensamento é mostrar que através da educação, do conhecimento, nós podemos promover a ressocialização desses internos e conscientizar que a área educacional não é só remissão de pena, e sim, a oportunidade de ter atividades profissionais, capacitação, conhecimento e desenvolvimento pessoal”, concluiu Layla Mesquita.

Fonte: Seduc
Texto: Letícia Pinheiro
Fotos: Antônio Martins
12/06/18

Contatos

contatos

Fones:

(98) 3221-8537
(98) 3221-8536

E-mail:

gabinete@educacao.ma.gov.br
ascom@educacao.ma.gov.br

Ouvidoria
0800 280 43 43

Localização

localização

Click to open larger map

Rua dos Pinheiros n°15, Qda n° 16, Renascença. CEP 65075-250. São Luís, Maranhão