Serviços

Sistema de Prestação de Conta de Diária
BOTÃO FLUXOS
Ouvidoria
rh
siaep
webmail
eprocessos
portaria
edital
acesso
monitoramento
servidor

Seduc entrega, nesta sexta-feira (19), Prêmio Escola Digna e Selo Prefeito (a) da Educação

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realizará, nesta sexta-feira (19), a cerimônia de entrega do Prêmio Escola Digna e Selo Prefeito (a) da Educação. O grande encontro da educação ocorrerá no Multicenter Sebrae, a partir das 9h.

Essa é a 2ª segunda edição do Prêmio Escola Digna, que premiará 35 escolas públicas estaduais e municipais que tiveram melhores desempenho de aprendizagem, com base no Índice de Desenvolvimento Educacional do Maranhão (IDE-MA). Será investido mais de R$ 2 milhões para a premiação. O Selo Prefeito da Educação contemplará 117 prefeitos, uma forma de reconhecimento do Governo do Maranhão para valorizar os gestores municipais que promovem a aprendizagem e a redução das desigualdades do Maranhão. Os selos serão divididos nas categorias ouro, prata e bronze.

O objetivo tanto do prêmio quanto do selo, será reconhecer e estimular o desenvolvimento da excelência, equidade e da qualidade social dos sistemas públicos no Maranhão, e valorizar a gestão educacional com foco na melhoria da aprendizagem dos estudantes. Além da mobilização da comunidade escolar para implementação de ações didático-pedagógicas, o que favorece o alcance das metas do Plano Estadual de Educação, aprovado pela Lei nº 10.099, de 11 de junho de 2014.

O Prêmio Escola Digna é realizado com base no desempenho dos estudantes no 2º, 5º e 9º anos do Ensino Fundamental, a partir do Sistema de Avaliação Estadual do Maranhão (SEAMA), realizado em 2022. A legislação do prêmio prevê, também, a realização de contribuição financeira às escolas públicas que obtiverem os menores resultados nas avaliações do SEAMA, expressos pelo IDE – Alfa, IDE – 5º ano e IDE – 9º, que são denominadas Escolas Apoiadas.

Serviços:

  • O que? 2ª edição do Prêmio Escola Digna e Selo Prefeito da Educação
  • Onde? Multicenter Sebrae, Av. Jerônimo de Albuquerque, s/n – Alto do Calhau
  • Quando? Na sexta-feira 19, às 9h

Fonte: Seduc 17/05/2023

Nota- Centro de Ensino Maria de Jesus Gomes Padilha

Sobre o ocorrido no Centro de Ensino Maria de Jesus Gomes Padilha, no município de Cajapió, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) esclarece que já tomou conhecimento do caso e informa que os três estudantes atingidos pela queda de parte do reboco foram prontamente atendidos pela Unidade Regional de Educação, pela prefeitura municipal e passam bem.

A Seduc reforça, ainda, que já enviou uma equipe de engenharia à unidade de ensino, para averiguar e prontamente solucionar a situação.

Nota- Centro de Ensino Maria de Jesus Gomes Padilha

Sobre o ocorrido no Centro de Ensino Maria de Jesus Gomes Padilha, no município de Cajapió, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) esclarece que já tomou conhecimento do caso e informa que os três estudantes atingidos pela queda de parte do reboco foram prontamente atendidos pela Unidade Regional de Educação, pela prefeitura municipal e passam bem.

A Seduc reforça, ainda, que já enviou uma equipe de engenharia à unidade de ensino, para averiguar e prontamente solucionar a situação.

Vice-governador dialoga com Associação de Surdos do Maranhão sobre iniciativas de inclusão da pessoa surda

O vice-governador do Maranhão e secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, recebeu, na tarde desta terça-feira (16), a visita de representantes da Associação de Surdos do Maranhão (ASMA), para uma reunião de alinhamento de novas ações do Governo do Estado, para a garantia de mais inclusão da pessoa surda.

Durante a reunião, Felipe Camarão elencou as solicitações trazidas pela presidente da ASMA, Louize Oliveira, que versaram entre assuntos como: vagas que contemplem a inclusão de intérpretes surdos no próximo concurso estadual para professores da Rede Pública Estadual; a oferta de cursos de qualificação e formações para as Redes Públicas Estadual e Municipais, em parceria com a ASMA; além da inclusão de intérprete surdo na equipe administrativa da vice-governadoria do Maranhão.

“Uma maravilhosa conversa sobre inclusão, sobre respeito e sobre dignidade. Aqui chegamos a algumas conclusões importantes para o povo do Maranhão, para o Governo Brandão e para as pessoas surdas do nosso estado. A primeira delas é para que no próximo concurso de professores da Rede Estadual nós tenhamos vagas para professores interpretes de Libras – pessoas surdas, que possam também ser nossos professores da Rede. O governador Carlos Brandão tenho certeza que vai acolher esse pedido. Além da oferta de cursos de formação e qualificação voltados às pessoas surdas”, explicou o vice-governador Felipe Camarão.

A pauta da reunião com representantes da ASMA incluiu ainda pautas educacionais como a solicitação para a implantação de escolas públicas da Rede Estadual que sejam bilíngues, ofertando o ensino fundamental e médio em Libras, a estudantes maranhenses. Solicitação esta que foi ouvida e pontuada pelo vice-governador como de suma importância para a inclusão da pessoa surda nos espaços escolares do estado.

“Uma solicitação muito importante para a inclusão em nosso estado. E vamos implantar na Rede Estadual mais duas escolas bilíngues, mas agora de Libras, tanto do Ensino Fundamental quanto do Ensino Médio. Diálogos favoráveis à inclusão da pessoa surda em nossas comunidades escolares e, principalmente, nos postos de trabalho, proporcionando a essa comunidade mais dignidade e qualidade de vida. É desta forma que vamos construir um Maranhão cada vez melhor”, reafirmou Felipe Camarão.

Para a presidente da ASMA, Louize Oliveira, a reunião foi um importante espaço de discussão pela busca de mais políticas públicas voltadas à pessoa surda no estado do Maranhão.

“Muito proveitosa a nossa visita e a receptividade do vice-governador à nossa conversa. Ele nos recebeu com empatia e sensibilidade. O Governo Brandão está de parabéns por abrir este espaço e pensar em melhores ações para a comunidade surda maranhense”, concluiu a presidente.

Vice-governador recebe representantes da Associação de Surdos do Maranhão (ASMA) para diálogo sobre mais inclusão da pessoa surda (Foto: Divulgação)

Vice-governador dialoga com Associação de Surdos do Maranhão sobre iniciativas de inclusão da pessoa surda

O vice-governador do Maranhão e secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, recebeu, na tarde desta terça-feira (16), a visita de representantes da Associação de Surdos do Maranhão (ASMA), para uma reunião de alinhamento de novas ações do Governo do Estado, para a garantia de mais inclusão da pessoa surda.

Durante a reunião, Felipe Camarão elencou as solicitações trazidas pela presidente da ASMA, Louize Oliveira, que versaram entre assuntos como: vagas que contemplem a inclusão de intérpretes surdos no próximo concurso estadual para professores da Rede Pública Estadual; a oferta de cursos de qualificação e formações para as Redes Públicas Estadual e Municipais, em parceria com a ASMA; além da inclusão de intérprete surdo na equipe administrativa da vice-governadoria do Maranhão.

“Uma maravilhosa conversa sobre inclusão, sobre respeito e sobre dignidade. Aqui chegamos a algumas conclusões importantes para o povo do Maranhão, para o Governo Brandão e para as pessoas surdas do nosso estado. A primeira delas é para que no próximo concurso de professores da Rede Estadual nós tenhamos vagas para professores interpretes de Libras – pessoas surdas, que possam também ser nossos professores da Rede. O governador Carlos Brandão tenho certeza que vai acolher esse pedido. Além da oferta de cursos de formação e qualificação voltados às pessoas surdas”, explicou o vice-governador Felipe Camarão.

A pauta da reunião com representantes da ASMA incluiu ainda pautas educacionais como a solicitação para a implantação de escolas públicas da Rede Estadual que sejam bilíngues, ofertando o ensino fundamental e médio em Libras, a estudantes maranhenses. Solicitação esta que foi ouvida e pontuada pelo vice-governador como de suma importância para a inclusão da pessoa surda nos espaços escolares do estado.

“Uma solicitação muito importante para a inclusão em nosso estado. E vamos implantar na Rede Estadual mais duas escolas bilíngues, mas agora de Libras, tanto do Ensino Fundamental quanto do Ensino Médio. Diálogos favoráveis à inclusão da pessoa surda em nossas comunidades escolares e, principalmente, nos postos de trabalho, proporcionando a essa comunidade mais dignidade e qualidade de vida. É desta forma que vamos construir um Maranhão cada vez melhor”, reafirmou Felipe Camarão.

Para a presidente da ASMA, Louize Oliveira, a reunião foi um importante espaço de discussão pela busca de mais políticas públicas voltadas à pessoa surda no estado do Maranhão.

“Muito proveitosa a nossa visita e a receptividade do vice-governador à nossa conversa. Ele nos recebeu com empatia e sensibilidade. O Governo Brandão está de parabéns por abrir este espaço e pensar em melhores ações para a comunidade surda maranhense”, concluiu a presidente.

Vice-governador recebe representantes da Associação de Surdos do Maranhão (ASMA) para diálogo sobre mais inclusão da pessoa surda (Foto: Divulgação)

Governo reúne com representantes de comunidades indígenas para tratar demandas educacionais

O vice-governador e secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, reuniu com a secretaria adjunta dos Direitos dos Povos Indígenas e sua equipe de assessores da Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), e alguns representantes de comunidades indígenas de diversos territórios, para tratar sobre questões de infraestrutura das escolas, Plano de Cargos e Carreiras dos professores indígenas, e acompanhamento pedagógico nas escolas.

“Esta é uma reunião importante para alinharmos ações para ajudar a suprir as demandas das comunidades indígenas. Debatemos diversos assuntos para a garantia de direitos tão importantes para as comunidades indígenas, como a oferta de educação com mais qualidade. Durante a reunião, foi montado um grupo de trabalho, para elencar as demandas mais urgentes dentro da educação escolar indígena”, destacou Felipe Camarão.

Educação Escolar Indígena

A ação do Governo do Estado para fortalecimento da educação escolar indígena envolve 263 escolas da rede estadual de ensino, que estão distribuídas nos seguintes municípios: Amarante, Araguanã, Arame, Barra do Corda, Bom Jardim, Bom Jesus das Selvas, Buriticupu, Centro Novo do Maranhão, Fernando Falcão, Grajaú, Itaipava do Grajaú, Jenipapo dos Vieiras, Lajeado Novo, Montes Altos, Nova Olinda do Maranhão, Santa Luzia do Paruá, Sítio Novo e Zé Doca.

“Um momento importante porque vamos fazer esse trabalho, em parceria com a Seduc e a Sedihpop. Para nós, esse trabalho é um marco histórico porque iremos mapear as dificuldades das populações indígenas e observar o que deve ser feito dentro desses territórios. Acreditamos que essa iniciativa será importante para as populações indígenas”, ressaltou Rosilene Guajajara, secretária adjunta dos Direitos dos Povos Indígenas Sedihpop.

A reunião também teve a participação do subsecretário de Educação, Anderson Lindoso; secretário adjunto Vitor Pflueger, da secretária adjunta Nádya Dutra; do supervisor de Modalidades e Diversidades Educacionais Jocenilson Costa, e da equipe de assessores da Sedihpop.

Mais fotos:

Fonte: Seduc Fotos: Lauro Vasconcelos 16/11/2023

Governo reúne com representantes de comunidades indígenas para tratar demandas educacionais

O vice-governador e secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, reuniu com a secretaria adjunta dos Direitos dos Povos Indígenas e sua equipe de assessores da Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), e alguns representantes de comunidades indígenas de diversos territórios, para tratar sobre questões de infraestrutura das escolas, Plano de Cargos e Carreiras dos professores indígenas, e acompanhamento pedagógico nas escolas.

“Esta é uma reunião importante para alinharmos ações para ajudar a suprir as demandas das comunidades indígenas. Debatemos diversos assuntos para a garantia de direitos tão importantes para as comunidades indígenas, como a oferta de educação com mais qualidade. Durante a reunião, foi montado um grupo de trabalho, para elencar as demandas mais urgentes dentro da educação escolar indígena”, destacou Felipe Camarão.

Educação Escolar Indígena

A ação do Governo do Estado para fortalecimento da educação escolar indígena envolve 263 escolas da rede estadual de ensino, que estão distribuídas nos seguintes municípios: Amarante, Araguanã, Arame, Barra do Corda, Bom Jardim, Bom Jesus das Selvas, Buriticupu, Centro Novo do Maranhão, Fernando Falcão, Grajaú, Itaipava do Grajaú, Jenipapo dos Vieiras, Lajeado Novo, Montes Altos, Nova Olinda do Maranhão, Santa Luzia do Paruá, Sítio Novo e Zé Doca.

“Um momento importante porque vamos fazer esse trabalho, em parceria com a Seduc e a Sedihpop. Para nós, esse trabalho é um marco histórico porque iremos mapear as dificuldades das populações indígenas e observar o que deve ser feito dentro desses territórios. Acreditamos que essa iniciativa será importante para as populações indígenas”, ressaltou Rosilene Guajajara, secretária adjunta dos Direitos dos Povos Indígenas Sedihpop.

A reunião também teve a participação do subsecretário de Educação, Anderson Lindoso; secretário adjunto Vitor Pflueger, da secretária adjunta Nádya Dutra; do supervisor de Modalidades e Diversidades Educacionais Jocenilson Costa, e da equipe de assessores da Sedihpop.

Mais fotos:

Fonte: Seduc Fotos: Lauro Vasconcelos 16/11/2023

Nota de Pesar – Hildiney Evangelista Medeiros

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) manifesta profundo pesar pelo falecimento de Hildiney Evangelista Medeiros, aluno do C.E Quincio Pinto Muniz, no município de Cajari.

Neste momento de profunda tristeza, a Seduc se solidariza com familiares e amigos, e roga a Deus para que encontrem conforto nesse momento de dor.

14/05/2023

Escolas da Rede Estadual de São Luís serão pontos de vacinação durante campanha contra Influenza e Covid 19

Os estabelecimentos de ensino da Rede Estadual de São Luís seguirão, nesta segunda-feira (15), dando suporte às autoridades de saúde, sendo pontos de vacinação, durante a Campanha “Vacina para Todos” contra Influenza – gripe, e Covid 19 (com vacina bivalente), para estudantes, professores, gestores, pais e comunidade em geral. A campanha nas unidades de ensino segue até 19 de maio.

O vice-governador e secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, destacou a importância do apoio da Seduc, para ampliar o atendimento vacinal da população. “Seguimos firmamos parceria com a [Secretaria Estadual de Saúde] SES, tornando algumas escolas da nossa rede pontos de vacinação, para que possamos melhorar as nossas coberturas vacinais, para salvar vidas”, ressaltou.

No dia 15 de maio, as unidades de ensino participantes da Campanha Vacina para Todos são o Centro de Ensino Barjonas Lobão, localizado na Rua Oito, s/n, Cohatrac III; e o CE Joaquim Gomes, situado na Rua Correia Frias, s/n, Cohab Anil III. Já no dia 16, o atendimento acontecerá no CE Escola Modelo, na Rua Santo Antônio, s/n, Centro.

Outras Unidades de Ensino

No dia 17, será a vez dos Centros de Ensino Humberto de Campos, localizado na Avenida Kennedy, s/n, bairro de Fátima; e Liceu Maranhense, na Rua Urbano Santos, Centro.

No dia 18, os pontos de apoio para a vacinação serão o prédio da Unidade Regional de Educação (URE) São Luís, localizado na Rua do Cema, nº 39, bairro Vila Palmeira; e CE Paulo Freire, situado na Avenida seis, Conjunto Habitacional Turu.

No dia 19, o Centro de Ensino Militar 2 de Julho, localizado na Avenida dos Franceses, s/n, bairro Vila Palmeira, encerra esta etapa da campanha.

Fonte: Seduc 14/05/2023

Felipe Camarão comemora assinatura de MP visando ampliação da oferta de ensino em tempo integral

Vice-governador e secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão

A Medida Provisória assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta sexta-feira (12), em Fortaleza, visando à ampliação da oferta do ensino em tempo integral, foi motivo de comemoração para o vice-governador e secretário de Estado da Educação do Maranhão, Felipe Camarão. Com investimento de R$ 4 bilhões, o Programa Escolas de Tempo Integral busca ampliar em 1 milhão a oferta de vagas nessa modalidade de ensino, nas escolas de educação básica de todo o país.

“É um momento ímpar para a educação brasileira. A valorização do ensino é um dos pilares para que o desenvolvimento do país seja realmente estabelecido. No Maranhão, o governador Carlos Brandão segue com investimentos em educação, inclusive ampliando o número de escolas que ofertam o ensino em tempo integral. A criação do Programa do Governo Federal fortalecerá ainda mais a política educacional do estado, para garantir a todos uma educação com mais qualidade”, destacou Felipe Camarão.

O objetivo do Programa Escolas de Tempo Integral é viabilizar uma política educacional para atingir a meta 6 do Plano Nacional de Educação (PNE), que estabelece a oferta de “educação em tempo integral em, no mínimo, 50% das escolas públicas, de forma a atender, pelo menos, 25% dos estudantes da educação básica” até 2024.

De acordo com o Programa Escolas de Tempo Integral, o Ministério da Educação e Cultura (MEC) vai estabelecer, junto a estados e municípios, as metas de matrículas em tempo integral. Os recursos serão transferidos levando em conta a quantidade de matrículas pactuadas entre o Ministério da Educação e as gestões estaduais e municipais, por meio do Sistema Integrado de Monitoramento Execução e Controle (Simec).

O MEC também deverá implementar estratégias de assistência técnica junto às redes de ensino para a adoção do tempo integral, com foco para a redução das desigualdades. Estão previstas ações para formação de educadores, orientações curriculares, fomento a projetos inovadores, estímulo a arranjos intersetoriais para prevenção e proteção social, melhoria de infraestrutura, além da criação de indicadores de avaliação e sistema de avaliação continuada.

Durante o evento, foi anunciado que o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) vai abrir uma linha de crédito e disponibilizar recursos para que estados e municípios construam novas escolas no Brasil. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) também estará à disposição de governadores e prefeitos para o mesmo fim.

Fonte: Seduc Foto: Lauro Vasconcelos 13/05/2023

Educação Ambiental 2023
Seletivos e Concursos
Plataforma Gonçalves Dias Atualizado
Projeto Emaranhando Vidas
Temas Socioeducacionais
Núcleos de Educação Especial
Pacto pela alfabetização
SEAMA
IEMA

Contato

Fones:
(98) 3194-7791

E-mail:

gabinete@edu.ma.gov.br
ascom@edu.ma.gov.br

Ouvidoria
0800 280 0166
(98) 3194-7721
(98) 3194-7722

www.ouvidorias.ma.gov.br

Endereço

Rua dos Pinheiros, n.º 15, Qd. 16

Jardim São Francisco

São Luís – Maranhão

CEP: 65076-250

Horário de funcionamento:

Seg a Sex
08:00 às 17:00

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela SEATI