29/07/2020 7:36 pm

Cerca de mil gestores escolares da rede pública estadual participam de formação virtual promovida pelo Governo

Evento virtual contou com diversos profissionais de renome no país

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) contribui, mais uma vez, no desenvolvimento educacional no Maranhão. Desta vez, a Secretaria deu início à primeira formação virtual para gestores escolares da rede pública de todo o Maranhão. Cerca de mil gestores participam da formação que teve como propósito debater sobre o retorno às aulas. O evento ocorreu nesta terça (28) e quarta-feira (29), pelo canal do YouTube da Seduc.

A ação da Seduc é um marco para a educação do Estado, pois envolve gestores de escolas de todo Maranhão, que ofertam educação nas mais diversas modalidades educacionais, como ensino regular, integral, quilombola, dentre outras. A formação, que garante oportunidades e contribui para o bem-estar da comunidade escolar, tratou sobre temas como: competências socioemocionais, ensino híbrido, metodologias e ferramentas de suporte ao ensino híbrido e recuperação da aprendizagem.

A formação contou com profissionais de diversas áreas, que enriqueceram o debate, como Marcos Pacheco, secretário de Políticas Públicas e membro do Comitê Científico de Prevenção e Combate ao Coronavírus no Maranhão, que palestrou sobre a educação e os caminhos traçados durante a pandemia, tendo como tema ‘Da interrupção à recuperação da aprendizagem: como a saúde e a educação dialogam com a gestão escolar’.

“Esses encontros, ainda que virtualmente, são fundamentais para preparar os professores e gestores das escolas, bem como o seu corpo administrativo, para o acolhimento dos alunos. Sabemos que este retorno às aulas será absolutamente diferente de tudo que nós já passamos ou vivemos. É muito importante que todos sejam preparados psicologicamente, pedagogicamente e também sanitariamente, porque as escolas vão passar por um processo muito rigoroso de aplicação de protocolo de proteção e tudo isso está sendo discutido nesses encontros, portanto eles são de fundamental importância”, destacou Marcos Pacheco.

A formação contou com variados painéis de temas essenciais para auxiliar os gestores no retorno das atividades presenciais. Raquel Oliveira, coordenadora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), tratou sobre ‘As competências socioemocionais como promotoras de um ambiente humanizado e acolhedor na escola: como desenvolver um olhar generoso da comunidade escolar’.

“Entendemos que criar condições para que os alunos sigam aprendendo durante a pandemia da Covid-19 impõe desafios à educação nunca vistos no Brasil. É vital a união entre a Secretaria de Educação e os gestores escolares para construírem alternativas educacionais neste momento de pandemia. Discutir uma nova realidade que está sendo construída e criar direitos que ainda não existem será uma tarefa desafiadora”, observou Raquel Oliveira.

Ensino híbrido, apoio socioemocional e uso de metodologias e recursos tecnológicos foram alguns dos temas abordados durante a formação

A diretora geral do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Cláudia Costin, apresentou um painel sobre ‘Repensando o futuro da educação’ e demonstrou um panorama de como outros países estão enfrentando a volta às aulas, com protocolos sanitários, acolhimento, avaliação diagnóstica e sistema de recuperação de aprendizagem, além da busca ativa aos alunos que não retornarem.

“Estamos vivendo tempos difíceis e desafiadores, mas também uma época muito importante para mostrar o valor da nossa profissão. A escola é o espaço cada vez mais para ensinar a pensar, e ensinar a pensar não é decorar a visão do professor. É pensar aplicando os conceitos aprendidos em problemas da realidade ou em projetos da própria comunidade. Este será um momento de intensa aprendizagem das competências do século XXI”, reforçou.

A aceleração da inclusão digital de professores e estudantes, uso de metodologias ativas e o advento do ensino híbrido são algumas das medidas vistas por Cláudia como possíveis soluções para a educação no pós-pandemia.

“Nesse momento é fundamental a gente sair da nossa zona de conforto. Ninguém que tem satisfação com a sua profissão, tem a profunda satisfação fazendo o mínimo, ficando na sua zona de conforto. Eu tenho pena de quem não se desafia na sua profissão, seja ela qual for, a fazer cada vez melhor, porque tem que ter esforço para fazer o que se propõe, bem feito. É um pouco exemplo dos atletas que têm garra. O atleta para conseguir destaque tem que treinar horas a fio fazendo os passes que ele sabe menos e, no final, eles superam barreiras e se tornam melhores. É isso que nós, como profissionais temos que fazer e é o que nós temos que ensinar os nossos alunos a fazer. A gente nunca vai ensinar o nosso aluno a ter garra se a gente não tiver garra”, declarou.

Deusimar Veloso, gestora geral do Centro Educa Mais Hermano José Leopoldino, em Coroatá, declarou que a formação para os gestores tem dado uma grande contribuição na parte socioemocional, no equilíbrio emocional, ajudando todos a lidar com os medos adquiridos nesse momento de pandemia.

“Essa formação tem nos dado bastante segurança, onde nós percebemos a grande preocupação do governador Flávio Dino, do secretário Felipe Camarão, e de toda equipe que está à frente. Só vem contribuir e nos dar mais segurança, mostrando que não estamos sozinhos nessa”, afirmou Deusimar Veloso.

O gestor escolar João Azevedo exaltou a importância da formação para auxiliar no convívio das pessoas dentro do ambiente escolar. “Informações importantes que vêm para enriquecer nossos conhecimentos e melhorar a convivência no âmbito escolar”, expressou.

Sueli Brito, gestora escolar, simplificou o objetivo da formação para os gestores escolares da rede estadual e parabenizou os participantes pela formação ofertada a eles. “Conhecimento é sempre o melhor caminho. Parabéns, gestores, vocês merecem”, comemorou.

“Mais uma vez a Seduc vem com um trabalho pioneiro, de muita qualidade, com a formação remota para gestores de todo o Maranhão. Um trabalho pertinente, muito proveitoso, com palestrantes extremamente qualificados, que muito contribuíram e contribuirão para nosso retorno ao trabalho pós-pandemia, para que a gente possa construir a educação do Maranhão com qualidade, pensando acima de tudo no elemento humano, diante desse novo normal que precisamos construir”, concluiu Wilson Chagas, gestor do Centro de Ensino Maria José Aragão.

“Foi um momento de troca, de diálogo e de debate, com vistas a seguirmos o processo de ensino, garantindo o aprendizado dos estudantes do Maranhão. Um momento de pensarmos estratégias, de refletir sobre os cenários do Brasil e do mundo, com a presença de palestrantes, pessoas da área de saúde, fazendo uma leitura bem ampla de todas essas políticas e possibilidades que temos hoje para superar os desafios que a pandemia da Covid-19 impôs à política de educação. Os gestores saíram bem satisfeitos, motivados a seguir estudando, para seguirmos construindo esse ano letivo de 2020 que ainda é uma realidade para todos nós”, afirmou a secretária adjunta de Gestão da Rede e da Aprendizagem da Seduc, Nádya Dutra.

Fonte: Seduc
29/07/2020

Publicações

 

Secretaria de Educação do Estado do Maranhão – SEDUC

Contato

Fones:
(98) 3194-7700

E-mail:

gabinete@educacao.ma.gov.br
ascom@educacao.ma.gov.br

Ouvidoria
0800 2800166
(98) 3194-7721
(98) 3194-7722

www.ouvidorias.ma.gov.br

Endereço

Rua dos Pinheiros, n.º 15, Qd. 16

Jardim São Francisco

São Luís – Maranhão

CEP: 65076-250

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Este obra está sob Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional - Portal desenvolvido pela SEATI