8/08/2016 12:44 pm

Em 19 meses, mais de R$ 800 milhões foram investidos na educação do Estado

Mais de R$ 800 milhões: esse é o montante que integra o conjunto de investimentos que o Governo do Maranhão tem realizado na educação pública do Estado, com o desenvolvimento de ações que passam pela educação básica, ensino tecnológico e profissionalizante, além de incentivo à pesquisa e extensão, e educação superior, nos últimos 19 meses.

Com o amplo programa de reestruturação da rede física das Unidades Estaduais de Ensino está sendo investido mais de R$ 90 milhões, com reconstruções e manutenções. Até o momento, foram inauguradas mais de 40 escolas completamente reconstruídas, beneficiando cerca de 30 mil alunos da rede estadual maranhense, além de aproximadamente 300 prédios que passaram por serviços de manutenção.

O Governo tem investido também na construção de novos prédios voltados para a educação, como 10 escolas que estão sendo edificadas nos municípios de Jenipapo dos Vieiras, Paulino Neves, São João do Caru, Feira Nova do Maranhão, Barreirinhas, Itaipava do Grajaú, Humberto de Campos, Brejo, Caxias e João Lisboa, com investimento na ordem de mais de R$ 8 milhões. Além de 10 Núcleos de Educação Integral do Ensino Médio que estão em fase avançada de licitação e serão construídos em outros municípios maranhenses, com investimentos na ordem de R$ 55.157.183,60.

Com o desenvolvimento da primeira fase do programa Escola Digna, o Governo está investindo mais de R$ 56 milhões na construção de 153 unidades escolares de alvenaria que substituirão espaços de taipa, palha, galpões ou outros estabelecimentos improvisados como escolas, considerados inadequados pelo Ministério da Educação. O objetivo é transformar esta realidade ainda presente em muitos municípios maranhenses, propiciando às crianças, jovens, adultos e idosos atendidos pelo sistema público de ensino dos municípios o acesso à infraestrutura necessária para a sua formação como cidadão livre.

Neste mesmo período, mais de R$ 247 milhões foram aplicados em reajustes e promoções de professores, concedendo 17.264 promoções, progressões, titulações e estímulos, reivindicação antiga da categoria, que por décadas aguardou a implementação destes pagamentos. Mais de 41 mil profissionais também foram contemplados com o reajuste de 13,01%. Com alimentação e transporte escolar, os investimentos somam mais de R$ 70 milhões.

De acordo com o secretário de Educação, Felipe Camarão, o governador Flávio Dino assumiu o compromisso de tratar a educação como prioridade em sua gestão. “A educação é um setor prioritário neste governo, por isso em 19 meses já contabilizamos diversas ações que impactarão a médio prazo na elevação dos índices educacionais. Ainda há muito a ser feito e estamos trabalhando com afinco para garantir ensino e aprendizagem com dignidade em nosso Estado”, destacou.

Educação profissional técnica

Em paralelo, o governo Flávio Dino realiza o maior investimento na área do ensino tecnológico e profissionalizante da história do Maranhão. Os incentivos à pesquisa e extensão são os mais relevantes disponibilizados por uma gestão estadual. A criação de programas de estímulo ao aprendizado, a execução de reformas e construções de unidades de ensino técnico e o lançamento de editais contemplando também a área social estão no conjunto de medidas. Só na formação técnico-profissional e apoio a projetos científicos são mais de R$ 300 milhões em recursos.

 

Iemas garantem ensino técnico e profissionalizante de qualidade para estudantes. Foto: DivulgaçãoUma das mais destacadas ações está na implantação do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA). Já somam três as Unidades Plenas em funcionamento, oferecendo ensino técnico em tempo integral em São Luís, Pindaré Mirim e Bacabeira. Em dezenas de outros municípios estão sendo finalizadas novas unidades, além disso, integram o projeto as Unidades Vocacionais, sendo duas na Praia Grande com capacitação em turismo e cinema; outra no Estaleiro Escola, bairro Anjo da Guarda, oferecendo formação em logística portuária e amais recente inaugurada em Ribeirãozinho, para otimizar a produção de artefatos de couro, causando grande impacto social no município.

“Estamos construindo a maior rede de educação profissional do Maranhão com o projeto dos IEMAs”, enfatizou o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia (Secti), Jhonatan Almada. A rede dos IEMAs oferece mais de 20 cursos técnicos.

São promovidas ainda pela Secti, ações itinerantes como palestras, seminários e intercâmbios culturais-científicos levando a educação técnica a todo o Maranhão. Serão mais de 35 IEMAs em funcionamento até 2018.

Formação superior

A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) vive o maior ciclo de crescimento e investimentos. Nos últimos 19 meses, o governo estadual aplicou mais de 40 milhões para a execução de obras de construção, ampliação, melhorias e a inserção de programas de governo na instituição.

Ainda no início do ano de 2015, logo no início de sua gestão, o governador Flávio Dino, assegurou, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDS), R$35 milhões para construção dos campi de Imperatriz e São Bento, sendo para as duas localidades centros vocacionados às Ciências Agrárias. Já para o campus de São Luís foram destinados recursos para a construção dos cursos de Engenharia da Computação, Matemática e Física e o centro de São João dos Patos.

Na cidade de Imperatriz o processo já está avançado, encerrando a etapa de licitação e, em São Bento, será licitado no decorrer do mês de agosto. “Essas duas cidades receberão as duas maiores obras. Acredito que até outubro, todos estes já terão sido licitados e devem entrar em funcionamento. Este é um investimento do Governo do Maranhão e da Uema importante, em termos de infraestrutura, que vem atender uma carência muito grande dessas áreas e dos cursos mencionados”, pontuou o reitor da Uema, professor Gustavo Costa.

Foram abertas oportunidades de trabalho com as 52 vagas para professor efetivo, cujos concursos estão em andamento. A criação de mestrados e doutorados, incluindo formação na área de Engenharia Aeroespacial somam no projeto de reestruturação da universidade.

A UEMA está integrada ainda no programa ‘Mais IDH’, por meio do “Mais Extensão Universitária”. A ação é realizada durante as férias e reúne professores e estudantes em atividades extensionistas nos 30 municípios do programa. Durante 15 dias os estudantes permanecem nas cidades realizando ações de alfabetização e capacitação.

Pesquisa e extensão

 

Com investimentos, programa ‘Cidadão do Mundo’ oportuniza novas experiências para jovens maranhenses. Foto: Nael ReisIntegrada à estrutura da Secti, a Fapema – Fundação de Amparo e Apoio à Pesquisa e Extensão, possui hoje o maior investimento em relação às agências federais que atuam no Estado. São cerca de R$ 30 milhões em recursos anualmente destinados ao financiamento de projetos em diversos setores das ciências.

O secretário Jhonatan Almada pontua a implantação de medidas que fizeram da agência estadual referência na área, implantadas no governo Flávio Dino. A gestão transparente, que pela primeira vez torna pública a identidade dos bolsistas da Fapema. As informações são atualizadas mensalmente e ficam disponíveis para consulta a qualquer tempo.

A inovação no campo social contemplando as demandas sociais e os interesses estratégicos do Estado, a exemplo dos editais que tratam da igualdade de gênero, igualdade racial e agricultura família. A organização anual do plano de trabalho que torna possível mensurar resultados e ordenar as ações é outro diferencial. Antes, as ações eram realizadas de maneira aleatória e sem o devido controle.

A regionalização dos editais considerando as demandas da área contemplada e espaço para projetos de teor social são outras medidas. Neste último, a pesquisa contempla as demandas da sociedade e os interesses estratégicos do Estado. Somam-se neste conjunto os editais com foco na agricultura familiar, aquicultura e pesca, igualdade de gênero e de igualdade étnico-racial.

Mais incentivos

O programa ‘Geração Ciência’ desponta como o maior edital para estímulo à pesquisa na Educação Básica e Ensino Médio, que oportuniza a formação científica dos professores e iniciação dos alunos nesta área. Com recursos da ordem de R$ 5 milhões para este ano, o Edital Universal está entre os mais importantes da Fapema, cujas inscrições permanecem abertas. Já somam 443 as propostas inscritas. Além disso, cerca de R$ 4 milhões em investimentos com Luminar: Caravana da Ciência, Aulões do Enem e Cidadão do Mundo.

Contato

Fones:
(98) 3194-7791

E-mail:

gabinete@edu.ma.gov.br
ascom@edu.ma.gov.br

Ouvidoria
0800 280 0166
(98) 3194-7721
(98) 3194-7722

www.ouvidorias.ma.gov.br

Endereço

Rua dos Pinheiros, n.º 15, Qd. 16

Jardim São Francisco

São Luís – Maranhão

CEP: 65076-250

Horário de funcionamento:

Seg a Sex
08:00 às 17:00

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela SEATI