23/02/2016 12:56 am

Formação de educadores sobre o tema do trabalho escravo

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), em parceria com a ONG Repórter Brasil, realizará nesta terça (23) e quarta-feira (24), a Formação de Educadores para o projeto Escravo, Nem Pensar!
A formação que terá carga horária de 16h, será realizada no Auditório do Centro de Ciências Sociais, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), das 08h30 às 17h30.
O objetivo é fornecer materiais didáticos, subsídios teóricos e referências práticas para os professores, coordenadores e diretores desenvolverem com êxito, nas escolas, atividades sobre o trabalho escravo.  Trezentos e quarenta professores de escolas da Unidade Regional de Educação de São Luís (URE São Luís), sendo três representantes por escola: Gestor escolar e dois professores, preferencialmente de História, Geografia ou Língua Portuguesa.  Estes educadores serão responsáveis por difundir o tema nas escolas de sua abrangência e fomentar a abordagem do trabalho escravo por meio de projetos interdisciplinares e em sala de aula.
A formação já foi realizada, nos dias 15 e 16 nas UREs de Açailândia,  Balsas, Codó, Imperatriz, Santa Inês e São João dos Patos.
 
Sobre o projeto “Escravo, nem pensar!” no Maranhão
O projeto ‘Escravo, Nem Pensar!’ é uma iniciativa da ONG Repórter Brasil, com o objetivo de combater o trabalho escravo no país.
No Maranhão o “Escravo, Nem Pensar!” passa a integrar o Programa Escola Digna e está em conformidade com as metas do II Plano Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo, estabelecidas para a Secretaria. O objetivo do projeto no Maranhão é desenvolver ações educativas em escolas da rede estadual de ensino, voltadas à prevenção e ao combate ao trabalho escravo.  E terá a coordenação da Seduc, por meio da Superintendência de Modalidades e Diversidades Educacionais e a Unidade Regional de Educação de São Luís.
Nesse primeiro momento, o projeto envolve 378 escolas em 76 municípios maranhenses, que são os mais críticos em relação à ocorrência de trabalho escravo e os principais polos emissores de trabalhadores que serão explorados em outros lugares do país. A meta é alcançar 10 mil professores e 190 mil alunos até 2016
Vale lembrar, que o Maranhão é o quinto estado brasileiro com maior número de trabalhadores resgatados, totalizando 24% do total registrado em todo o Brasil. Entre 1995 e 2005 foram mais de 3 mil pessoas libertadas de atividades na pecuária, carvoarias e lavouras na região.
As metas do projeto são:
  • A implantação de uma rede de mobilização e formação de educadores na rede estadual de ensino do Maranhão sobre a temática do trabalho escravo;
  • A institucionalização de forma transversal da temática do trabalho escravo nos documentos que referenciam o Currículo Oficial da Rede Estadual de Ensino;
  • O desenvolvimento e o fomento, nas escolas, dos projetos pedagógicos e das atividades educativas de prevenção ao trabalho escravo no Maranhão.
 
As atividades do projeto são:
  • Formação continuada para gestores (as) regionais, técnicos da SEDUC e das URE’s e para professores (as) das escolas da rede estadual de ensino;
  • Distribuição de material didático-pedagógico a todas as escolas beneficiadas, para subsídio às atividades educativas com enfoque da temática;
  • Acompanhamento técnico-pedagógico às ações de implementação do projeto nas escolas da rede estadual de ensino;
  • Publicação e distribuição de cartilha com a divulgação das experiências exitosas realizadas pelos/as professores/as das escolas participantes do projeto.
 
SERVIÇO:
O QUÊ? Formação de educadores sobre o tema do trabalho escravo
LOCAL: Auditório do Centro de Ciências Sociais – UFMA
PERÍODO: Nesta terça (23) e quarta-feira (24)
HORÁRIO: 08h30 às 17h30
Contato: 98883 0392 / Ascom – Seduc.
 

Publicações

Contato

Fones:
(98) 3194-7791

E-mail:

gabinete@edu.ma.gov.br
ascom@edu.ma.gov.br

Ouvidoria
0800 280 0166
(98) 3194-7721
(98) 3194-7722

www.ouvidorias.ma.gov.br

Horário de funcionamento:

Seg a Sex
08:00 às 17:00

Endereço

Rua dos Pinheiros, n.º 15, Qd. 16

Jardim São Francisco

São Luís – Maranhão

CEP: 65076-250

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Este obra está sob Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional - Portal desenvolvido pela SEATI