27/05/2020 7:54 pm

Seduc dialoga com sindicato e entidades estudantis sobre retomada gradativa das aulas presenciais

Em webconferência realizada na última quarta-feira (27) membros da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) reuniram-se com representantes do Sindicato dos Professores e entidades estudantis para debater sobre as medidas que deverão ser adotadas no retorno gradativo das atividades escolares presenciais no Maranhão.

Ao iniciar o encontro virtual, o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão – que coordenou a reunião, apresentou aos participantes um Plano de Ações que está sendo estudado pelo Governo do Maranhão para a reabertura gradativa dos ambientes educativos, tais como: retorno iniciando pela graduação e pós-graduação, em seguida o ensino médio, ensino fundamental até a educação infantil; a retomada poderá ser feita de forma regionalizada, a depender das condições epidemiológicas de cada localidade; instituições de ensino devem fazer aquisição de kits contendo produtos mínimos de higiene e desinfecção necessários para estudantes e funcionários, entre outras.

Felipe Camarão pontou que é importante e necessário que todos os agentes educacionais, em todos os níveis, estejam cientes de tais medidas para que esse retorno aconteça da melhor forma possível e com o envolvimento e apoio de todos.

“Já tivemos um primeiro momento de reunião com representantes de todos os órgãos e entidades que fazem parte da educação maranhense em todos os níveis e modalidades de ensino e nossa intenção agora é contar também com o apoio de sindicatos e entidades estudantis. Ainda que não tenhamos previsão de início, já sabemos que o retorno às aulas acontecerá de forma gradual e, assim, segura, como já foi orientado pelas autoridades sanitárias estaduais e federais, e que seja, sobretudo, humanitário, dada à situação que estamos vivenciando”, disse o secretário.

O presidente do SINPROESEMMA (Sindicato das Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estadual e Municipais do Estado do Maranhão), Raimundo Oliveira destacou a importância do debate para a efetiva educação em um momento tão difícil como esse pelo qual o mundo inteiro tem passado e parabenizou o Governo do Estado pela abertura do diálogo e sociabilização das medidas e ações que estão sendo propostas.

“É de suma importância a socialização dessas questões, para que juntos a gente possa encontrar as saídas para essas incertezas, que, infelizmente, não dizem respeito apenas à educação. Já debatemos anteriormente com a Seduc e o Conselho de Educação a efetividade dessas ações para que todos os estudantes maranhenses fossem contemplados com as aulas não presenciais, e que, tínhamos uma preocupação, hoje podemos comemorar porque fomos pioneiros. E agora parabenizamos o nosso governador por esse cuidado no retorno. Temos professores e estudantes estimulados para a volta, por isso precisamos contar com o esforço de todos do ambiente escolar para que esse retorno aconteça da melhor forma”, disse Raimundo Oliveira.

Também presente à reunião, a recém empossada presidente da União Brasileira dos Estudantes (Ubes), Rozana Barroso, exaltou a iniciativa do Maranhão em promover esse debate aberto às classes estudantis e expressou a vontade de outros estados sigam o exemplo e possam realizar momento como esse.

“Estamos nesse momento em uma grande luta em defesa da educação brasileira. Esse é um debate que precisa acontecer em nível nacional e parabenizo o estado do Maranhão por mais uma vez estar nadando contra essa onda de sucateamento da educação, negação da ciência e da pesquisa. Vocês estão dando uma grande aula para todos nós”, afirmou Rozana Barroso.

Durante a reunião os estudantes pontuaram algumas das suas principais questões e dúvidas em questão da devida segurança que deverá ser empregada nessa retomada. Questões essas que foram respondidas pelo secretário Felipe Camarão, que informou que serão adotadas medidas como: resguardar das atividades presenciais pessoas do grupo de risco; orientações às famílias e funcionários; desinfecção rotineira dos espaços físicos educativos; aferição diária da temperatura de todos que frequentem o ambiente e redução do número de alunos e distanciamento por sala em cada nível de ensino, e controle para evitar para aglomeração, etc. Todas medidas deverão respeitar as especificidades e autonomia de cada instituição de ensino.

Outro ponto levantado pelos estudantes vou a avaliação quanto aos conteúdos que estão sendo ofertados de forma on-line, bem como de que forma essa avaliação será feita com os estudantes que, por questões técnicas não tiveram acesso a essas aulas.

“Não só os estudantes, mas também os professores nem sempre possuem recursos para que as aulas on-line aconteçam da melhor forma, infelizmente. Existem hoje diversas plataformas que podem ser pensadas de forma institucional pelo Governo do Estado. É importante que sejam pensadas formas de como esses conteúdos poderão ficar disponíveis para consulta posterior”, pontou João Carlos, membro da UMES – União Municipal dos Estudantes Secundaristas, no município de Bacabal.

Para tais questionamentos o secretário Felipe Camarão explicou que rede estadual fará busca ativa dos estudantes que não retornarem e que não tenham participado das atividades à distância e, contará com avaliação diagnóstica, resultado da parceria do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF). “A avaliação também será ofertada às redes municipais que desejarem (sem custo), de forma que possamos traçar os próximos passos pós-pandemia e todos os estudantes sejam atendidos”, explicou Camarão.

“Agradeço muito ao Governo Flávio Dino e todos da Seduc que têm pensado na educação do nosso estado com o estudante no centro de suas preocupações. Me senti totalmente contemplado com tudo o que foi exposto nessa reunião por meus colegas presentes e acredito que juntos poderemos ajudar com que esse retorno aconteça sem mais prejuízos para todos nós”, destacou Lucas Gabriel, que é vice-presidente da UMES em Davinópolis.

Participaram ainda da reunião, o subsecretário de Estado da Educação, Danilo Moreira, a secretária Adjunta de Aprendizagem, Nadya Dutra, a assessora Especial da Seduc, Rosyjane Pinto, demais representantes de sindicatos, entre outros membros ligados à classe estudantil.

 

Fonte: Seduc
Texto: Letícia Pinheiro
Fotos: Divulgação
27/05/2020

 

Contato

Fones:
(98) 3194-7791

E-mail:

gabinete@edu.ma.gov.br
ascom@edu.ma.gov.br

Ouvidoria
0800 280 0166
(98) 3194-7721
(98) 3194-7722

www.ouvidorias.ma.gov.br

Endereço

Rua dos Pinheiros, n.º 15, Qd. 16

Jardim São Francisco

São Luís – Maranhão

CEP: 65076-250

Horário de funcionamento:

Seg a Sex
08:00 às 17:00

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela SEATI