Serviços

Sistema de Prestação de Conta de Diária
BOTÃO FLUXOS
Ouvidoria
rh
siaep
webmail
eprocessos
portaria
edital
acesso
monitoramento
servidor

Inscrições abertas para o Programa Fullbright de Aperfeiçoamento para Professores de Língua Inglesa

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informa que estão abertas as inscrições para o Programa de Aperfeiçoamento para Professores de Língua Inglesa (Fulbright DAI) com duração de um semestre acadêmico (05 meses) em universidade americana, voltado para aulas e treinamento intensivo em metodologias de ensino, planejamento de aula, estratégias de ensino, liderança e uso de tecnologias em educação. O curso é destinado a professores do ensino médio da rede pública estadual e/ou municipal que atendam os seguintes requisitos: a) ser professor efetivo de língua inglesa do ensino médio; b) ser professor ativo, com dedicação exclusiva e estágio probatório concluído, do ensino médio regular da rede pública estadual e/ ou municipal; c) dispender atualmente, no mínimo, de 50% do tempo de sua carga de trabalho em sala de aula lecionando língua inglesa na rede pública de ensino médio regular; d) possuir licenciatura em língua inglesa, com conclusão após 31 de dezembro de 2010; e) ter, no mínimo, cinco anos de prática de ensino de inglês após a conclusão da licenciatura em letras inglês; f) será dada prioridade a candidatos com pouca ou nenhuma experiência acadêmica e/ou profissional no exterior; g) ter proficiência em inglês; h) e ser cidadão brasileiro, não cumulada com cidadania norte-americana. Destaca-se que educadores que participaram do Programa de Líderes Internacionais em Educação (ILEP) e versões anteriores do Fulbright DAI não são elegíveis para essa chamada. Os candidatos passarão por três seleções – estadual, nacional e internacional: i) na estadual, conduzida localmente, a avaliação deverá ser feita pela Seduc, preferencialmente, levando em conta o projeto individual (Inquiry Project) que será avaliado em todas as etapas de avaliação nacional e internacional; ii) na nacional, que será organizada em três fases, as propostas serão avaliadas por comitê constituído por especialistas indicados pela Comissão Fulbright e CONSED; iii) na internacional, todas as candidaturas dos países participantes do programa Fulbright DAI serão revisadas por um Comitê composto por especialistas em educação em Washington, D.C. O Comitê recomendará as candidaturas para considerações finais e aprovação do J. William Fulbright Foreign Scholarship Board (FFSB). A inscrição para a etapa estadual da Seduc deverá ser realizada até 20 de março de 2024, por meio do e-mail seducfulbrightma@gmail.com. Para o referido e-mail, o candidato deverá enviar Inquiry Project e o documento FY24 Fulbright DAI Aplication (Anexo) devidamente preenchido. Seleção dos professores A Seduc irá selecionar até quatro professores para a fase nacional: a indicação será feita no dia 25 de março de 2024, depois de serem avaliados os projetos produzidos. A estes professores selecionados, serão encaminhados via e-mail, os documentos necessários para serem preenchidos a fim de serem aptos para a participação na seleção nacional. A seleção nacional é de inteira responsabilidade da Comissão Fulbright Brasil e a Seduc prestará o suporte necessário aos professores indicados, principalmente no que se refere ao preenchimento do formulário de inscrição on-line, em inglês, disponível em: https://oas.irex.org/fulbrightdai/, que deverá ser submetido, impreterivelmente, até 8 de abril de 2024. Aos professores interessados em participar da seleção estadual e que desejarem maiores informações sobre o Programa Fulbright, clique aqui e aqui e saiba mais.

Brandão envia proposta de reajuste salarial dos professores à Assembleia Legislativa

O governador Carlos Brandão enviou à Assembleia Legislativa do Maranhão, nesta quinta-feira (25), uma medida provisória que propõe o reajuste salarial dos servidores públicos estaduais efetivos e temporários do magistério. A medida visa o reajuste de 3,62% nos vencimentos dos professores, concursados, contratados, aposentados e pensionistas, retroativo ao dia 1° de janeiro de 2024, alterando o Anexo Único da Lei n° 11.206, de 1º de fevereiro de 2020. O percentual do reajuste foi anunciado pelo Governo Federal em 29 de dezembro de 2023. O governador destacou a importância da atualização salarial da classe. “Todos os professores vão receber o reajuste salarial anunciado pelo presidente Lula a partir deste mês de janeiro, tanto efetivos quanto contratados. Esta proposta reflete nosso compromisso com a qualidade da educação em nosso estado, reconhecendo o papel fundamental dos professores na construção de uma sociedade mais justa e igualitária”, afirmou Carlos Brandão. “Esse reajuste é mais uma prova do compromisso do Governo do Estado, do governador Carlos Brandão, com a educação e com os professores. Afinal, a educação é um dos pilares para o crescimento da sociedade. Sem ela, não há crescimento em nenhuma área. E valorizar a parte essencial neste processo, que são os professores, é o nosso dever”, disse Felipe Camarão, vice-governador e secretário de Estado da Educação. O governador ressaltou ainda a expectativa de que a Assembleia Legislativa analise e aprove positivamente a medida, contribuindo para o fortalecimento do sistema educacional maranhense. Com a proposta, o Governo do Maranhão reforça seu compromisso com a valorização dos profissionais da educação e a constante busca pela excelência no ensino em todas as regiões do estado.

Dia do Professor: momento para reflexão e celebração de conquistas educacionais no Maranhão

“Neste 15 de outubro, parabenizo e agradeço todos os professores do Maranhão pela dedicação e pelo empenho que têm ajudado a transformar a educação do estado. Sabemos que ainda há muito por fazer e estamos abertos ao diálogo para continuarmos valorizando esse profissional ímpar que tanto nos orgulha. O Dia do Professor é marcado por reflexão, luta e também pela celebração de conquistas educacionais. Parabéns, professores”, destacou o vice-governador e secretário de Estado da Educação do Maranhão, Felipe Camarão.

O professor Carlos Augusto, gestor do CE. Dr. Raimundo Magno Alves da Silva, localizado no município de Vitória do Mearim, acredita que o apoio do governo é fundamental para que o professor possa desenvolver suas atividades e mudar a realidade de muitos jovens. O gestor também parabenizou os profissionais pela data alusiva ao Dia do Professor.

“Ser professor é compartilhar amor, fazer o outro progredir, visualizar caminhos com segurança, autonomia, empatia e competência. Esses profissionais, aliados com ações do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), têm feito muitos jovens serem protagonistas de sua história, possibilitando a realização de sonhos. 15 de outubro, Dia do Professor, uma data muito especial e importante para o país. Parabéns, professores! Vocês são a base da construção da ciência, civilidade, respeito, solidariedade e tornam este mundo melhor”, elogiou Carlos Augusto.

O Governo do Estado segue intensificando as políticas educacionais, para garantir que todos os profissionais da educação sejam ainda mais valorizados. Nesse sentido, a Seduc tem realizado diversas ações para o fortalecimento da educação, como formação continuada para professores, reuniões com a classe educacional, reforma e construção de escolas para proporcionar melhores condições de trabalho a esse profissional e muito mais.

No dia 10 de outubro, a Seduc, em parceria com a Fundação Telefônica Vivo e o Instituto Natura, lançou, pela Plataforma Digital Gonçalves Dias (YouTube), a Jornada de Formação em Competências Digitais para Profissionais da Rede Estadual de Educação.

A Jornada vai apoiar as equipes escolares, a fim de ampliar e aprimorar as práticas pedagógicas dos docentes, gestores e a equipe técnica da Seduc, por meio de formação para o uso consciente, seguro e intencional de Recursos Educacionais Digitais (REDs) e outros métodos tecnológicos.

Mais ações de valorização – Pacto pela Aprendizagem

No âmbito do Pacto pela Aprendizagem, o governo tem como principal estratégia a promoção de formação continuada dos profissionais da educação infantil e do Ensino Fundamental.

A Formação continuada de professores da Educação Infantil, iniciada em 2021, atende anualmente, em média, aproximadamente, a 25 mil professores.

Já a formação do eixo alfabetização que compreende os profissionais do 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental, iniciada em 2020, tem alcançado, anualmente, em média 16 mil profissionais.

Nos anos finais do Ensino Fundamental, a Expedição Formativa Maranhense, com foco no letramento em língua portuguesa e matemática já formou mais de 4,5 mil professores, nos anos de 2022 e 2023.

Outro aspecto relevante da formação docente é a realização permanente de Webinários formativos com a presença de diversos especialistas, e contam com a participação média de 3 mil participantes síncronos, somando até o momento mais de 1,3 milhão de visualizações. O governo segue trabalhando para garantir que os professores tenham os seus direitos respeitados e sigam contribuindo para a melhoria da educação em todo o estado.

Outras Conquistas

A Seduc reuniu recentemente com representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estadual e Municipais do Estado do Maranhão (Sinproesemma), e tratou sobre precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef); concurso público para professores; eleições dos gestores; implantação das titulações e gratificações de progressão, entre outros assuntos. Sobre os precatórios do Fundef, a primeira parcela está prevista para cair no ano que vem.

A reunião com o Sinproesemma foi positiva e o governo segue com o diálogo, cumprindo as pautas, de acordo com as possibilidades técnicas e orçamentárias, para que os professores continuem tendo seus direitos respeitados e o Maranhão garanta a oferta de uma educação pública de qualidade para todos os estudantes.

Seduc institui a Comissão Estadual de Acompanhamento, Aprovação, Implantação, Implementação e Avaliação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários do Professores Indígenas

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) segue com uma série de ações para investimento e fortalecimento da Educação Escolar Indígena por todo o território maranhense. Nesta semana, por meio da Portaria Nº 969, foi instituída a Comissão Estadual de Acompanhamento, Aprovação, Implantação, Implementação e Avaliação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários do Professores Indígenas.

A portaria visa a regularização da carreira do magistério indígena, assim como a regulamentação da profissionalização e, também, o reconhecimento público do magistério, por meio da criação da categoria “Professor Indígena” como categoria específica do magistério.

Além de promover a participação dos Povos Indígenas, por meio de suas lideranças, na elaboração e no acompanhamento da aprovação, implantação, implementação e avaliação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Professores Indígenas, a Comissão objetiva, ainda, monitorar e propor alterações a fim de aprimorar os objetivos do Plano.

“O governador Carlos Brandão, assim como todo o Governo do Maranhão, tem olhado atentamente para a educação escolar indígena, o que reforça o investimento em diversidade e pluralidade por todo o estado. Com a instituição desta Comissão, reforçamos a participação das lideranças comunitárias e dos professores indígenas, assim como reafirmamos o direito a uma Educação Escolar Indígena específica, diferenciada e bilíngue/multilíngue, intercultural e comunitária”, ressaltou o vice-governador e secretário de Educação, Felipe Camarão.

Integrantes da Comissão

A Comissão Estadual de Acompanhamento, Aprovação, Implantação, Implementação e Avaliação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários do Professores Indígenas será constituída por: representantes dos Povos Indígenas Tentehar/Guajajara, Ka’apor, Awa, Krepynkatejê, Krenjê, Krikati, Apaniekrpa Canela, Mermortumre Canela e Phycop Cati Ji/Gavião; e de instituições como Secretaria de Estado de Gestão, Patrimônio e Assistência aos Servidores (Segep), Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), Conselho Estadual de Educação (CEE), Fundação Nacional do Índio (Funai), Universidade Estadual do Maranhão/(Uema), além da Supervisão de Modalidades e Diversidade Educacionais (Supmode), da Superintendência de Desenvolvimento e Alocação de Pessoas (Sudap) e da Assessoria Jurídica (Asjur), todas da Seduc.

“Cuidar, amar e ajudar para transformar o dia a dia”, comemoram trabalhadores em homenagem ao Dia dos Profissionais da Educação, celebrado neste 6 de agosto

“Atuar na Rede Estadual de Ensino é saber que você tem em suas mãos a responsabilidade de contribuir na Educação de diversos estudantes maranhenses e, também, de cuidar, amar e ajudar para transformar o dia a dia”. É desta forma que a merendeira Sileia Feitosa trabalha há quatro anos no Centro Educa Mais João Francisco Lisboa, no bairro Diamante, em São Luís.  

Para a técnica, celebrar a data do Dia Nacional dos Profissionais de Educação, comemorada neste dia 6 de agosto, tem um sabor especial: “É saber que você atua para educar tantos alunos e todos contribuem na formação destes estudantes. Somos uma família: do porteiro ao gestor escolar, dos psicólogos aos merendeiros”, pontua Sileia.

E acrescenta: “Ser merendeira para tantos alunos é gratificante. Foi meu primeiro emprego de carteira assinada e se eu soubesse que seria desta forma, me fazendo crescer tanto como pessoa, como quanto profissional, eu teria perdido meu medo há mais tempo. Atuar como profissional da Educação é transformador”, agradece Sileia Feitosa.

O vice-governador e secretário de Educação, Felipe Camarão (no centro).

O Dia Nacional dos Profissionais da Educação é celebrado desde 2015, após ter sido instituído pela Lei 13.054, um ano antes. A data visa reconhecer o valor dos profissionais da Educação em todo o território brasileiro, destacando o papel fundamental dos trabalhadores que compõem o ambiente escolar.

Diversos profissionais integram o processo de ensino e aprendizagem, para além dos professores e estudantes. Além deles, também estão presentes gestores escolares, orientadores vocacionais, consultores pedagógicos, pedagogos, psicólogos, entre tantos outros profissionais.

Como é o caso da psicopedagoga Luce Malba Campos, neuropsicóloga educacional que coordena a equipe multiprofissional da Unidade Regional de Educação (URE) de São Luís – com atendimento profissional tanto com alunos quanto com professores.

“Dentre as muitas variáveis que garantem o desenvolvimento humano, a educação é, sem dúvida, uma delas. Compreendemos que os princípios que regem a educação devem ser fomentados, de modo a provocar transformações cognitivas e psicossociais no indivíduo, sendo destinado aos profissionais da Educação a responsabilidade de promover tais mudanças”, analisa Luce.

Para a profissional, atuar como psicóloga escolar e psicopedagoga na URE São Luís é reconhecer a relevância de levar, aos alunos da rede, uma orientação assertiva e transformadora. “[Uma orientação] que poderá fazê-los ver o mundo sob a ótica das possibilidades, sendo capazes de desafiar todas as suas probabilidades”, ressalta a psicopedagoga.

O vice-governador e secretário de Educação, Felipe Camarão (à esquerda).

Já para Jeferson Plácido, gestor do Centro de Ensino Professor Ezelberto Martins, na Zona Rural de São Luís, atuar na gestão escolar carrega um caráter transformador: “Me propicia grandes mudanças e aos que estão ao meu redor. Afinal, acredito que ser gestor e professor, não é apenas transmitir conhecimentos, mas também motivar, transformar e aprender através das trocas de experiências com nossos alunos”, aponta.

O professor na Rede Estadual de Ensino, com 19 anos de magistério, Jeferson Plácido destaca que atuar como gestor é um ato de resistência a cada dia, por levar educação para todos, sem distinção, como sua maior missão.

“Ser gestor me levou a outro caminho para contribuir com a educação: hoje, gerindo uma escola na zona rural, eu me sinto muito feliz em fazer a diferença com essa comunidade. É como afirma Paulo Freire: ‘ninguém nasce professor ou marcado para ser professor. A gente se forma como educador, permanentemente, na prática e na reflexão sobre a prática’”, conclui o profissional.

Para Felipe Camarão, que além de vice-governador e secretário de Educação, é professor em sala de aula, trabalhar na educação ao mesmo em que é desafiador, é muito prazeroso e motivador.

 “Parabenizo a todos os trabalhadores e trabalhadoras da educação, em especial aqueles que dedicam sua vida e seu trabalho para melhor acolher os estudantes da rede pública estadual. O profissionalismo deles é vital para que entendamos que o sistema educacional também é composto por respeito, assistência, reconhecimento, respeito, incentivo, trabalho em equipe e tantas outras qualidades presentes nestes grandes profissionais”, destacou o secretário.

Seletivos e Concursos
Educação Ambiental 2023
Plataforma Gonçalves Dias Atualizado
Projeto Emaranhando Vidas
Temas Socioeducacionais
Núcleos de Educação Especial
SEAMA
Pacto pela alfabetização
Mais Gestão

Contato

Fones:
(98) 3194-7791

E-mail:

gabinete@edu.ma.gov.br
ascom@edu.ma.gov.br

Ouvidoria
0800 280 0166
(98) 3194-7721
(98) 3194-7722

www.ouvidorias.ma.gov.br

Endereço

Rua dos Pinheiros, n.º 15, Qd. 16

Jardim São Francisco

São Luís – Maranhão

CEP: 65076-250

Horário de funcionamento:

Seg a Sex
08:00 às 17:00

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO - Portal desenvolvido e hospedado pela SEATI